Novidades

A Importância da Proteína para os Músculos

A proteína é essencial para a construção muscular e por isso devemos saber o quanto de proteína comer e em que frequência.

Os nutrientes nos alimentos são decompostos em três tipos de macro nutrientes, proteínas, carboidratos e gorduras.

Macronutrientes são nutrientes que precisamos em grandes quantidades, já os Micronutrientes são vitaminas e minerais, o que significa que precisamos deles em pequenas quantidades.

Cada tipo de nutriente realiza funções específicas no corpo, mas interage com outros nutrientes para realizar essas funções.

Conheça a Proteína

A palavra proteína foi inventada pelo químico holandês Geradus Mulder em 1838 e vem da palavra grega “protos” que significa “de primeira importância”.

Seu corpo, depois da água, é em grande parte composto de proteína. A proteína é usada pelo corpo para construir, reparar e manter o tecido muscular. Proteína é composta de aminoácidos , geralmente referidos como os “blocos de construção de proteínas”.

Existem aproximadamente 20 aminoácidos, dos quais 9 são considerados essenciais, porque o corpo não pode produzi-los, eles devem ser fornecidos pela dieta.

A proteína é essencial para o crescimento e a construção de novos tecidos, bem como para o reparo de tecidos quebrados que acontece quando você se exercita.

Quando você ouve o termo “saldo positivo de nitrogênio”, refere-se a estar em um estado de ter bastante proteína disponível para as necessidades do corpo e as necessidades de construção muscular.

O que o nitrogênio tem a ver com proteína?

O nitrogênio é um dos elementos mais importantes em toda a proteína .

É essencial para a vida animal a construção de tecidos – esta afirmação por si só define a principal necessidade de proteína ao levantar pesos.

Carboidratos – Mocinho ou Vilão?

Carboidratos têm sido mal falados ultimamente, será mesmo que eles são os responsáveis ​​pelo ganho de gordura?  Os fisiculturistas devem evitá-los?

A resposta é não para ambos. Carboidratos são atualmente vistos como o principal culpado pelo ganho de gordura corporal.

  • Os carboidratos são a fonte de combustível preferida para as necessidades energéticas dos seus corpos – e do cérebro.
  • Independentemente do tipo, a quantidade exagerada de carboidratos é o que gera muitas calorias, e isso pode levar ao ganho de gordura.
  • E embora seja verdade que você precisa de carboidratos para ter energia, você só precisa de uma certa quantidade.
  • Se você sobrecarregar suas necessidades de energia e não estiver ativo o suficiente para queimar o excesso de calorias, elas serão armazenadas como gordura.

O conteúdo calórico de um alimento é determinado medindo a quantidade de calor produzida por esse alimento em um dispositivo de laboratório chamado calorímetro.

Infelizmente a comida tornou-se uma questão de gosto ,quanto mais açúcar melhor, infelizmente perdeu-se a função básica da comida nutrir o corpo.

Gordura – Sim muito necessária!

As gorduras, tecnicamente chamadas de lipídios, são as mais densamente energéticas dos três macro nutrientes.

Eles são compostos de blocos de construção chamados ácidos graxos, que se dividem em três categorias principais: saturadas, poli-insaturadas e monoinsaturadas.

  • SATURADA - Encontrado principalmente em produtos animais e laticínios, como leite integral, queijo, carne bovina, vitela, cordeiro, porco e presunto.
    Além disso, você encontrará esse tipo de gordura em alguns óleos, como coco, palmito e gordura vegetal.
  • POLI-INSATURADAS - Encontrado em coisas como milho, soja, cártamo e óleos de girassol,  e óleos de peixe também são ricos em gorduras poliinsaturadas.
    Este tipo de gordura pode ajudar a diminuir o colesterol total.
  • MONOINSATURADO - Encontrado em óleos vegetais e nozes, como oliva, amendoim e canola. Eles podem ajudar a diminuir o LDL, ou o colesterol ruim, sem diminuir o HDL, ou o bom colesterol.

Leave a Reply